Dicas de Casa

Materiais para aliviar o calor dentro de casa

As temperaturas extremas do verão colocam nossas casas à prova. Quando essas datas chegam, sofremos em nossa carne o que implica ter uma casa mal isolada ou com problemas de ventilação e refrigeração. Se sua casa é um forno ou sua conta de energia elétrica vai as alturas com ar condicionado, essas dicas serão boas para poupar o seu suor.

 

– Janelas com vidros duplos

As janelas são a parte do edifício onde se registram as maiores perdas de energia, pelo que o vidro duplo será um bom aliado para o conforto térmico da casa. Eles também ajudam consideravelmente o uso de óculos que têm baixa transmissão térmica e baixo fator solar (relação entre a energia que entra em uma sala através do vidro e energia solar que atinge a superfície externa do referido vidro perpendicularmente) ou perfis de janelas. com quebra da ponte térmica. Por outro lado, verifique as tiras dos fechos nas janelas porque elas se deterioram com o tempo. Se eles decolarem facilmente ou você puder sentir o vento passar pela janela fechada, eles podem precisar de um reabastecimento. Você mesmo pode trocá-los com água quente e limpá-los bem antes de colocar os novos. Evite a luz solar direta sobre os cristais, tanto quanto possível. Estores exteriores ou toldos também ajudarão a manter a casa isolada.

 

– Aumente a ventilação pelas manhãs e à noite

Ventile de manhã e à noite, quando as temperaturas caem. Também é aconselhável ventilar durante o dia se a sua casa tiver ventilação cruzada, que consiste basicamente na ventilação natural da casa, gerando correntes naturais e abrindo as janelas opostas ao mesmo tempo. É claro, preste atenção à direção predominante dos ventos e em que fachadas o sol dá para evitar que o ar que entra seja mais quente que o que sai.

 

– Isolar o solo

Os solos são uma fonte de perda de energia em edifícios que podem facilmente atingir valores de 15%, especialmente aqueles em contato com a terra, com o exterior ou com instalações sem aquecimento, como garagens ou armazéns. Existem materiais que, em uma reabilitação, ajudam a melhorar o isolamento de solos como pisos secos que incorporam isolamento térmico em suas chapas, reduzindo consideravelmente as perdas de energia. Sua colocação é feita de forma rápida e fácil, sem a necessidade de tempos de secagem em sua instalação, como o próprio nome sugere.

Outra possibilidade são os pisos elevados, que criam uma câmara de ar que atua como isolante térmico. Eles também são confortáveis ​​de instalar, porque geralmente consistem em placas modulares, o que permite que sejam facilmente trocadas. Embora seja uma solução mais frequente em escritórios ou instalações, ela está sendo cada vez mais instalada em mais casas, desde que a altura livre das mesmas o permita, dependendo dos limites mínimos estabelecidos pelos regulamentos de planejamento urbano da área.

 

– Use vedações de portas

As portas também atuam como isolantes entre diferentes departamentos da casa e para o exterior. Você notavelmente melhorará seu desempenho se ajustar o fechamento por faixas de tempo, tiras flexíveis de material isolante que você mesmo pode instalar. Eles são bastante econômicos e dão bons resultados. É importante que a porta principal da casa tenha propriedades isolantes, especialmente se estiver diretamente do lado de fora.

Nas portas do interior, o critério de mantê-las abertas ou fechadas tem seus prós e contras, de modo que não será fácil ter um protocolo geral de ação. Um grande salto térmico entre diferentes áreas, entre quartos ou quartos, é muito desconfortável e insalubre. Com essa premissa como base, se houver apenas ar condicionado na sala de estar, por exemplo, pode ser interessante ter as portas abertas, e se houver várias salas refrigeradas, pode ser conveniente fechá-las para que as diferentes necessidades sejam independentes.

 

– Minimize o uso de luzes e aparelhos elétricos

Não é recomendável acender as luzes para evitar a melancolia causada pelo excesso de zelo para impedir o acesso ao sol através das janelas. Não só você estará emitindo mais calor, mas você também terá que pagar mais na conta de energia elétrica. Deixe a luz penetrar pelas fendas das persianas. Você pode abrir as cortinas interiores, porque elas não são bons isolantes e impedem a passagem da luz. Se você tiver lâmpadas com várias lâmpadas, você pode remover algumas ou apenas lâmpadas de mesa. A melhor solução técnica pode ser um sistema de uso de luz natural que regula o nível de iluminação dependendo da contribuição da luz natural.

Aparelhos também emitem calor. Especialmente o forno, a máquina de lavar louça, a máquina de lavar roupa ou o secador. É melhor usá-las nas horas de menor temperatura atmosférica e quando você não precisa ficar na cozinha. O uso de aparelhos altamente eficientes em termos de energia favorecerá a economia.

 

–  Mantenha o ar condicionado em torno de 26º C.

O uso adequado do ar condicionado pode economizar até 30% na conta de energia elétrica. Mantenha uma temperatura constante em torno de 26º. Para cada grau de frio, o gasto de energia dispara entre 6 e 8%.

A manutenção da instalação também é importante. Poeira ou objetos estranhos nos filtros e entradas e saídas de ar pioram o desempenho do equipamento. De oito a dez anos, você deve estar pensando em renová-lo se perceber que o desempenho dele diminui claramente.

 

– Cerque-se com plantas

Aproveite este recurso que a natureza lhe oferece e, se você tiver um terraço ou jardim, regá-lo ajudará a reduzir a temperatura em alguns graus. Utilizar espécies adaptadas à climatologia do local permitirá não consumir água de irrigação em excesso.

Se sua casa não tem amplo espaço exterior quanto possível de imersão, uma solução pode ser colocar plantas e vasos de flores nas janelas, que absorvem a luz solar vai criar um filme de ar frio.

 

– Melhore o isolamento nas paredes e tetos

Ter um bom isolamento nas paredes e no teto pode reduzir os custos de resfriamento em mais de 30%. Para garantir que o calor não entre nessas partes de sua casa, aplique materiais isolantes da maneira mais apropriada a cada situação. No mercado existem muitas soluções, desde as mais simples como pinturas que refletem a luz e desviam calor, até as mais sofisticadas, como fachadas ventiladas: um sistema de chapas duplas cujas camadas são separadas por material isolante e uma câmara de ar que eles protegem o interior de altas temperaturas, o que também reduz as pontes térmicas. Deixe-se aconselhar por um técnico qualificado, que proporá a melhor solução tendo em conta a localização da casa, sua orientação e tamanho.

 

– Decore para o verão

Detalhes como móveis, cores de paredes ou sofás podem influenciar muito a sensação térmica de uma casa. Por exemplo, móveis de madeira ajudam a regular a umidade dos quartos. Se você tiver tapetes, é aconselhável removê-los no verão e trocar fibras sintéticas por vegetais, que absorvem umidade e aquecem melhor.

Melhor que os sofás sejam feitos de materiais naturais como linho ou algodão. Se eles são de couro, ou pior, couro sintético, é essencial que você use uma manga. Quanto à cor, escolha cores claras para móveis, cortinas, persianas ou paredes. Eles absorvem menos calor e refletem melhor a luz, embora você tenha que procurar um equilíbrio com uma certa quantidade de cores escuras para obter uma aparência visualmente confortável.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *